Buscar
  • One Branding

One’s Lifestyle: A cultura do copo meio vazio

Estávamos conversando sobre o quanto reclamamos durante o dia, quando na maioria das vezes é totalmente inconsciente, mas que com o tempo e frequência pode acabar se tornando um hábito - péssimo, diga-se de passagem. Se você parar para fazer esse exercício, e começar a reparar a quantidade de vezes que expomos uma insatisfação, seja ela pequena e insignificante como “não aguento mais esse pernilongo rondando minha casa” ou até pautas maiores como o resultado de um trabalho, por exemplo. E a razão de levantarmos essa pauta aqui é que quando isso entra na nossa rotina e paramos de pensar a respeito, já estamos desgastados e aquele dia pode parecer mais difícil do que realmente está.Embora pensemos em reclamar como uma forma contínua de vazar negatividade em nossas vidas, às vezes pode ter um efeito pior ainda para nossa mente.


Há quem diga que isso é questão de ser pessimista ou otimista, aquela história de ver o copo meio cheio ou meio vazio, sabe? Ou até que pode ser mais fácil analisar e julgar as coisas por uma perspectiva negativa. No entanto, tudo é uma questão de se perceber. Quando você está disposto a encarar de outro forma as situações da vida - sejam elas pequenas o gigantes - e enxergá-las com base na realidade, e com um olhar até mais carinhoso, as coisas começam a fluir de outra maneira.



Reclamações repetidas reconfiguram seu cérebro para criar percepções negativas futuras prováveis. Com o tempo, você descobrirá que é mais fácil ser negativo do que positivo, independentemente do que esteja acontecendo ao seu redor. Reclamar se torna seu comportamento padrão, o que muda a forma como as pessoas o veem e começam a construir sua imagem em volta de padrões negativos. Pensando aqui no nosso universo, é basicamente construir a sua experiência de marca de forma pesada e negativa e são esses atributos e valores que as pessoas irão relacionar ao pensar em você, o que não é nada legal, tanto no âmbito profissional quanto pessoal.


A negatividade muitas vezes acaba atraindo negatividade. Ao reclamar com os outros, você agora está estabelecendo um padrão para que eles se sintam confortáveis ​​em fazer o mesmo perto de você. Dessa forma, você está perpetuando a negatividade, mesmo que não esteja contribuindo diretamente para ela, e isso pode criar um ambiente tóxico, onde quer que o comportamento esteja acontecendo.


Apesar do cenário de crise atual, tanto em relação a saúde física quanto mental, clima político, dependência de mídias sociais e muitos outros fatores, a chamada “cultura da positividade” pode ser uma saída interessante, o que inclusive, essa tem sido uma tendência no âmbito comercial. Na última semana a WGSN apontou o chamado “colletive dream” como forte tendência de marketing atual, que são basicamente campanhas voltadas a um otimismo coletivo e mensagens de positividade.


É claro que ninguém é positivo o tempo todo, e que terão dias mais complicados que outros e que será mais desafiador não se queixar de nada. Mas se pararmos, prestarmos atenção sobre nossas ações e revermos a forma que levamos tudo, te garanto que valerá à pena e que você será tomada por uma sensação de leveza, prazer e sucesso.


Mas aí que você deve estar se perguntando, então se reclamar é ruim para nós, isso significa que temos que guardar para nós mesmos? Na verdade, um estudo mostra que reprimir as emoções pode encurtar sua vida. E, neste caso, desabafar permite que você libere essas emoções negativas. Então, o que você realmente deve fazer? Pode haver um meio-termo, por exemplo com o propósito de resolver uma preocupação ou queixa, sem deixar que o estresse tome conta de você.


Uma forma de começar a mudar é mantendo um diário de gratidão. Escreva três coisas pelas quais você é grato a cada dia - e não se concentre apenas nas coisas boas. Outra dica é quando você perceber que está com pensamentos negativos, fechar os olhos e respirar, até sua mente se acalmar.


Todos estamos expostos a situações estressantes e desafiadoras mas a forma com a qual escolhemos lidar com elas é metade do caminho para solução.


17 visualizações

© 2019 By @ONEBRANDING

Rua Frei Caneca, 1407 - Consolação,

São Paulo - SP, Brasil