Buscar
  • One Branding

mundo vuca: entenda esse formato em que estamos vivendo

O mundo em que estamos vivendo está cada vez mais lotado de informações e é natural o sentimento de angústia, ansiedade e apreensão de precisar ficar ligado em tudo novo que está saindo por aí. E apesar de ser muito complicado definir toda essa movimentação em apenas uma palavra, um termo usado por Warren Bennis e Burt Nanus em 1987, vem ganhando popularidade. Você já ouviu falar em um mundo VUCA (Volátil, Incerto, Complexo e Ambíguo)?



De fato, o tanto de opções que a internet nos oferece acaba causando um enorme volume de informações, e nos últimos 2 anos criou-se mais conteúdo do que durante toda a história da humanidade. O termo VUCA cobre as várias dimensões desse ambiente 'incontrolável' que temos, e explica essa sensação complexa que vivemos hoje.


Se pensarmos que antigamente precisávamos esperar uma coisa ser produzida, editada e veiculada até chegar na nossa casa, parece loucura. Hoje estamos o tempo todo atualizando nossos feeds das redes sociais para checar se nada aconteceu enquanto estávamos em uma reunião de trabalho, dando banho nos filhos ou fazendo exercício. Se tornou uma necessidade para você se manter antenado do mundo.

É disso que o “V” do termo que está se popularizando trata. Quando você acha que comprou o celular mais atual, que está por dentro de todas as fofocas sobre alguma artista famosa ou está lendo a última coisa que o presidente falou, tudo muda. Essa letra é de volátil, ou seja, a velocidade que o mundo em geral muda e o dinamismo das coisas. Quanto mais volátil o mundo é, mais e mais rápido as coisas mudam.


Mas se por um lado a volatilidade até pode ser positiva, surge o “I” de incerteza. Se achávamos que poderíamos prever o futuro, estávamos muito enganados. Parte da incerteza é percebida e associada à incapacidade das pessoas de entender o que está acontecendo. Quanto mais incerto o mundo é, mais difícil é prever o que vai acontecer.


Já o “C”, da complexidade, nos mostra que o número de fatores que precisamos levar em consideração, suas variedades e as relações entre eles, tornam tudo mais difícil. Quanto mais coisa para associar, mais precisamos estar conectados e mais complexo fica o ambiente.


E por último, temos o “A”, da ambiguidade, uma palavra presente nesse termo para nos mostrar a falta de clareza e forma que interpretamos o que lemos e vemos. Como muita coisa está sendo postada e feita, as informações acabam ficando incompletas, contraditórias ou imprecisas demais para tirar conclusões claras. Quanto mais ambíguo fica o mundo, menos entendimento temos das coisas.


Por um lado, tudo isso é algo que faz parte da era que estamos vivendo - mais conectados do que nunca! No entanto vale a pena repensar a forma que consumimos e produzimos as coisas, talvez se continuarmos por esse caminho vamos chegar em um esgotamento ainda maior do que já vivemos.


31 visualizações

© 2019 By @ONEBRANDING

Rua Frei Caneca, 1407 - Consolação,

São Paulo - SP, Brasil