Buscar
  • One Branding

#blacklivesmatter e o posicionamento das marcas perante situações globais

Já foi levantado por aqui a necessidade e importância do posicionamento das marcas em frente a situações globais, falamos sobre marketing de causa mas a questão em pauta é maior do que estratégias de posicionamento e aproximação com o consumidor. Com o mundo cada vez mais digitalizado e o rápido e fácil acesso às informações fizeram com que as pessoas esperassem um pronunciamento ou atitude das marcas que gostam e consomem em frente alguns assuntos importantes que precisam ser falados.


Mais do que falar, muitas vezes bandeiras precisam ser levantadas, as marcas precisam se posicionar. Temos como exemplo algumas marcas que se expressam bastante nas redes sociais em defesa e respeito ao feminismo. A postura das empresas costuma variar entre posts, campanhas, pronunciamentos nas redes sociais e até doações a institutos sérios que trabalham em prol a causa. Podemos trazer como exemplo dentre tantas que executam um trabalho tão sério e necessário, a Glossier – marca de cosméticos americana que mudou o padrão de suas campanhas e shootings para sempre, trabalhando com mulheres reais, sem estereótipos e dispensando o uso do photoshop para tratamento de imagens. Já a marca Pantys nasceu de um propósito ainda maior do que a venda lougeries: falar sobre menstruação de forma didática, próxima e quebrando os paradigmas que a sociedade impôs diante um assunto tão natural.

Se você permanecer neutro em situações de injustiça, você está do lado do opressor.” A frase do reverendo Desmond Tutu nunca foi tão atual. Diante da brutalidade que aconteceu em Minneapolis semana passada com a morte do americano George Floyd por um policial branco, protestos antirracistas físicos e virtuais eclodiram no mundo todo, e muitas marcas não ficaram fora disso. A situação que assemelha muito do racismo e brutalidade policial sistemática do Brasil com os EUA, fez com que diversas marcas gritassem o “ basta “ que está entalado dentro de cada um de nós. Levantamos as ações de algumas empresas que estão se posicionando e contribuindo para o movimento #BlackLivesMatter :

• Nike: a marca lançou u manifesto incentivando que “todos façam parte da mudança” e transformou seu slogan “ Just Do It ” em “ Don’t Do It” para falar de atitudes racistas: "Não faça isso. Não finja que não há um problema na América. Não vire as costas ao racismo. Não aceite que vidas inocentes sejam tiradas de nós. Não dê mais desculpas. Não ache que isso não te afeta. Não fique em silêncio. Não ache que você não pode fazer parte da mudança.” A campanha foi divulgada nas redes sociais da marca e incentiva também a participação das pessoas em relação aos protestos que estão acontecendo.

• Glossier: Mais uma vez aparecendo por aqui, a marca de maquiagem americana que costuma dar exemplo de posicionamento diante aos assuntos globais mais importantes, além de se pronunciar através de posts nas redes sociais, anunciou que vai doar 500 mil dólares para organizações que combatem as injustiças raciais.

• Benefit Cosmetics: A marca postou um pronunciamento nas suas redes sociais além de divulgar todas as formas que as pessoas podem contribuir para a causa como doações, abaixo assinado e telefones para denúncia de atividades racistas via ligação ou SMS. “ Como você, estamos com o coração partido. Nós estamos frustrados. Nós estamos com raiva. Agora não é hora de ficar calado, indiferente. Todos nós precisamos olhar de frente para o racismo e falar contra o ódio - educar-nos, aprender a reconhecer privilégios e desigualdades e ser solidários com a comunidade negra. A dor deles é a nossa, porque todas as vidas não importam até que #blacklivesmatter. Junte-se a nós - deslize para a direita em alguns recursos e organizações que trabalham para acabar com a violência e a injustiça e comente abaixo com mais maneiras de agir.” – tradução do post no instagram da marca.

• Bombas: A marca de vestuário americana se posicionou em suas redes sociais para trazer dados importantes sobre a população negra mundial, divulgar a doação da empresa para a causa e incentivar seus clientes a fazer o mesmo: “Devido à desigualdade sistêmica e ao racismo, os negros representam 40% da população de rua, em comparação com apenas 13% da população em geral. Hoje, destacamos alguns de nossos parceiros de doação que combatem a injustiça racial como causa raiz dos sem-teto. Apoiamos essas organizações durante todo o ano. Nós encorajamos você a fazê-lo também. Além disso, estamos nos comprometendo a apoiar com doações em dinheiro. Mais a seguir em breve quanto será doado e quando. #BlackLivesMatter” .

• The Ordinary: A marca de skin care costuma ter voz ativa nas redes sociais em relação a diversas causas e dessa vez não foi diferente. O post no instagram anunciou que a partir de hoje, o perfil na rede social da marca também terá como foco ser um espaço dedicado para dar continuidade a essa conversa em relação ao racismo e a desigualdade mundial. Além disso, criaram uma campanha estimulando seus seguidores a enviar um vídeos ou depoimentos sobre o assunto. Não parou por aí, a empresa anunciou uma doação de 100 mil dólares para a Black Live Matters e NAACP Legal Defense & Education Fund.

Trouxemos esses exemplos e resolvemos abordar esse assunto no post de hoje não apenas para falar de marketing de causa ou mostrar formas das marcas se posicionarem e ajudarem diante situações tão necessárias. Essa também é a forma que encontramos de expor nossa voz, nos posicionar como empresa além de seres humanos e compartilhar um conteúdo relevante e fundamental. Se este post fizer com que pelo menos uma pessoa que leu tome alguma atitude em relação ao preconceito empregado dentro de cada um de nós – sejam marcas ou indivíduos – já terá alguma transformação.

Para finalizar o post de hoje, vamos trazer algumas dicas que estamos aplicando internamente para que a nossa atitude contra o racismo e a desigualdade ultrapasse o compartilhamento da hashtag #BlackLivesMatter:

• Se eduque contra o racismo! São diversas atitudes, falas e pré-conceitos estabelecidos dentro de nós desde que nascemos que muitas vezes não sabemos ou não enxergamos como racismo. Leia livros sobre o assunto, ouça podcasts, pesquise e se imunize ao máximo de informações.

• Divida seu conhecimento com as pessoas a sua volta! Abra discussões e coloque o assunto em pauta com sua família e amigos. A troca de conhecimento pode abrir a mente e quebrar paradigmas!

• Não aceite piadas ou brincadeiras de cunho racista! Se perceber atitudes e situações a sua volta alerte, denuncie e garanta que a pessoa que está sofrendo a descriminação esteja segura.

• Se mantenha informado, assista aos noticiários e não deixe de se posicionar e fazer a sua parte quando o assunto não estiver em pauta.

• Assine a petição contra os policiais que assassinaram George Floyd :

https://www.change.org/p/federal-bureau-of-investigation-justice-for-george-floyd

• Faça doações para instituições sérias que atuam em frente a causa: @bailproject , @mnfreedomfund , @brooklynbailfund , @blklivesmatter

32 visualizações

© 2019 By @ONEBRANDING

Rua Frei Caneca, 1407 - Consolação,

São Paulo - SP, Brasil