Buscar
  • One Branding

marcas sustentaveis: green is the new black

A semana passada foi marcada pela Semana Mundial do Meio Ambiente e por mais que essa consciência não deva ser implementada pela sociedade apenas nessa data, aproveitamos pra refletir e levantar esse tema tão importante e necessário que é a sustentabilidade. Além disso, o assunto pede urgência uma vez que divulgado pelo Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe) que entre agosto de 2019 e abril deste ano, houve um aumento de 94% no desmatamento da Amazônia em relação ao ano anterior.



Por isso vamos falar hoje o que você como marca pode fazer para fazer a diferença nesse cenário. Assim como comentamos no post sobre Black Lives Matter (veja aqui), o posicionamento das marcas perante situações globais tão importantes, vão muito além de marketing de causa. Além disso, grande parte dos consumidores tem a sustentabilidade como fator extremamente relevante na decisão de compra, e principalmente na identificação com a marca.


Hoje, trouxemos alguns exemplos de marcas que colocam em prática diversas ações sustentáveis no seu processo para inspira-los a fazer o mesmo. Confira:


• Campo Largo:

Marca de bebidas saudáveis, tem no seu processo de produção uma série de práticas sustentáveis: sua matéria-prima provém de agricultura familiar e emprega mais de 2 mil famílias locais. O que não é aproveitado das frutas passa por um processo de compostagem e vira adubo. Além disso, A empresa tem uma parceria com a EuReciclo, uma instituição que certifica a compensação ambiental de todas as embalagens que são colocadas no mercado. E não para por aí! Parte da venda anual é destinada a cooperativas de reciclagem.


• Pantys:

Falamos dela na semana passada como exemplo de marca que se posiciona em relação a causas globais citando o feminismo, mas a Pantys também é extremamente engajada em relação a sustentabilidade uma vez que seu produto tem função reutilizável (calcinhas absorventes reutilizáveis e sustentáveis). Percebemos o impacto que isso tem ao acessar o site da marca onde é possível calcular uma média de quantidade de absorventes que cada mulher já utilizou durante sua vida, o que consequentemente representa na quantidade de lixo produzida por cada uma. Além de ter um produto que reduz drasticamente a produção de, a Pantys começou a produzir peças com tecidos biodegradáveis, ou seja, que se decompõem em até três anos, se descartadas em aterros sanitários. Muito bacana né?


• Futon Company:

A marca de móveis entende como responsabilidade o futuro do planeta e possui tanto no design dos produtos como no processo de produção. O design dos produtos da marca é pensado para ter o mínimo de impacto ambiental desde a matéria-prima natural, madeira, aço e algodão, até a embalagem. Os componentes possuem procedência nacional e regional na maioria, para limitar a pegada de carbono, além de ser biodegradável e reciclável, sem resíduos nocivos.

A maior parte do catálogo de tecidos da Futon Company é produzido a partir do mix de sobras de tecidos da indústria têxtil brasileira com PET e sem processo químico.


• Linus:

A marca de birkens de borracha recicláveis e veganos possue 70% de fontes renováveis em sua composição e com plastificantes de origem 100% vegetal que ajudam a reduzir a pegada de carbono no meio ambiente. Além disso, a escolha da marca de ter todos os modelos unissex também tem a ver com a sustentabilidade – trazer um design prático, minimalista e atemporal, não colabora com um consumo frenético, além de ser um calçado que possa ser usado a qualquer momento e que dure muito tempo. Isso é ecológico.

9 visualizações

© 2019 By @ONEBRANDING

Rua Frei Caneca, 1407 - Consolação,

São Paulo - SP, Brasil