Buscar
  • One Branding

Casa de 2020: Palco de um processo de rebranding pessoal

As vezes me pego pensando que cada um de nós, a sua maneira, está passando por um processo de rebranding pessoal. Ressignificando assuntos, mexendo e revirando baús internos, externos, trocando a roupagem da casa e da alma. 


Esse ano caótico veio destruindo algumas coisas mas também permitiu limpar o terreno para as novas edificações.



Me ponho a pensar se a nossa relação com nossa casa de certa forma não representa a relação que temos com nosso interior. O advento do comércio, da internet e a revolução digital colocou nossa atenção em foco em todos os outros lugares que não o dentro.

Estamos o tempo todo fora, olhando pra fora, atendendo demandas externas.

Mas e a demanda de dentro? Já parou pra pensar?


Dentro de casa, assistimos o mundo pelas janelas de lives do instagram, dos programas streaming e séries, mas participamos do mundo nas relações com os filhos, nas dificuldades do trabalho doméstico conciliados com o trabalho profissional, seja reformando nossas rotinas ou adiando sonhos/projetos, para se adaptar. Mas o legal de tudo isso é que sempre surgem novos sonhos, novos projetos, novas ideias e possibilidades!


O cenário é a casa em 2020! 

A casa que nos acolheu por tantos anos para comer, dormir, rezar, amar. Como no filme, sim... voltamos à casa com outros olhos - os de olhar pra dentro de nós mesmos - e novamente comer, dormir, rezar, amar mas também limpar, cuidar, trabalhar, se encontrar... Neste cenário, nasce uma nova persona dentro de cada um. 


Essa persona descobre o prazer de encontrar uma nova receita, de organizar a caixa de ferramentas, de inventar uma história para uma criança, cuidar de um pequeno pet, pintar ou instalar um novo papel de parede, manejar um novo checklist, de reclassificar as coisas que o circundam. E então, no meio das atribuições encontramos utensílios que não nos servem mais - lixo. Brinquedos que passam da faixa etária da criança - doação. Roupas que não convém às ocasiões que nos competem - venda em sites de artigos usados. Ahhhh sem falar nos artigos eletrônicos desatualizados - quem já achou um celulares startac por aí?


E nessas escolhas de reclassificação das nossas coisas vamos tirando camadas, ficando mais leves, observando aquilo que vale a pena ficar, que merece nossa atenção e cuidado, vamos nos desapegando de conceitos antigos, valores que não fazem mais sentido e nisso vamos construindo uma nova versão de quem somos, do que queremos, vislumbrando novos horizontes de pra onde vamos.


O processo de rebranding de marcas pode se aplicar pessoalmente a cada um de nós!

1) A pesquisa e estratégia

Quem somos nós? E sob que base de macro e micro-valores nossas decisões são tomadas?


Essa é a principal pergunta que um projeto de branding investiga a fundo. Qual é a nossa essência. Porque é a partir dela que construímos nossas relações com o espaço, conosco e com as pessoas com quem nos relacionamos. Ao escolhermos cada item que habita o eco-sistema da nossa casa por exemplo, cada objeto conta um pouco mais sobre nós. Se somos mais racionais e práticos tendemos a fazer escolhas mais minimalistas por exemplo ao mesmo tempo em que se a maior parte do que nos compõe são valores relacionados ao emocional, à história, tendemos a valorizar o decor mais clássico. Se nossa alma grita pelo pertencer às nobres causas, então fazemos escolhas conscientes, de objetos confeccionados por pequenos artesãos nacionais por exemplo, ou no uso de produtos livres de crueldade animal. Se nossa vibe é a da geração saúde, ao abrir a geladeira teremos produtos orgânicos, sem glúten, sem lactose, e por aí vai. Que tal fazer esse exercício de checar se você se reconhece na casa que habita? No corpo que habita. O que poderia ser melhor? O que é importante pra você e não está recebendo a devida atenção? E gerar a partir dessa observação novos nortes. Com novos projetos pessoais que o levem em direção a quem você gostaria de ser. 

2) MoodBoard Yourself - O planejamento


Gostou da ideia? Então vamos juntos! Por aqui, amamos um moodboard. Que isso? Um painel de imagens que pode ajudar a materializar as intenções, repertório e conhecimento tácito que habita sua personalidade, lapidados de acordo com suas vivências e experiências. Primeiro você. Pesquise imagens com as quais sua alma se identifique e procure identificar semelhança entre elas. Eleja a mais icônica. E agora pense nessa imagem como sua própria persona. Agora o lifestyle... A casa... Como é o jeito de ser dessa persona? Que lugares frequenta? Como é o dia a dia e a rotina dessa persona? Qual sua viagem favorita? 

3) Layout - Design da metodologia


Procure identificar a metodologia para construção desse novo projeto. Importante: Procure focar em um projeto de cada vez. Concentrando sua energia e esforços, as chances de atingir o objetivo são maiores. E então observe: 


3.1) A rotina: quais mudanças em sua rotina seriam necessárias para realizar esse projeto. Existem muitas coisas que são possíveis serem realizadas apenas com nossa própria energia pessoal, seja a nova organização da casa, a reeducação alimentar ou desapegar de um guarda-roupa que não a favorece mais.


3.2) Os recursos: Identifique quais recursos serão necessários para realização do seu projeto. Seja ele o valor do investimento, a contratação de um profissional ou empresa especializada. Faça um planejamento financeiro e execute-o!


Lembre-se que um processo de mudança não acontece de uma hora pra outra. Exige esforço, planejamento, dedicação e além de tudo tempo.

Mas a palavra-chave é perseverança. Como tudo na vida, acreditar, não desistir e lembrar que um passo de cada vez na direção certa vale muito mais do que correr em alta velocidade na direção errada.


2020 pode ser um ano fechado para balanço. Mas o processo pode ser extremamente relevante e recompensador para quem souber aproveitar a oportunidade através desse novo olhar.

38 visualizações

© 2019 By @ONEBRANDING

Rua Frei Caneca, 1407 - Consolação,

São Paulo - SP, Brasil